(47) 3361-5853

Notícias

São Nicolau e São Cristóvão terão caixas postais comunitárias

08 de Maio de 2019
Prefeitura precisa disponibilizar locais para instalação

CVP 36/2019

A superintendência estadual de operações da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) confirmou ao Legislativo Penhense que os bairros São Nicolau e São Cristóvão terão caixas postais comunitárias para atender os moradores daquelas localidades que até hoje não contam com a distribuição domiciliar de cartas e encomendas.

De acordo com ofício recebido pela Câmara de Vereadores de Penha, assinado pelo superintendente estadual de operações em Santa Catarina, Marciano da Silva Vieira, para a efetiva instalação das caixas postais, basta a prefeitura disponibilizar um local e informar o gerente do Centro de Distribuição de Navegantes, o senhor Maurício Cristiano Mateus, que responde pela distribuição no município de Penha.

O ofício foi uma resposta a ofícios encaminhados conjuntamente pelos vereadores Everaldo Dal Posso, o Italiano (MDB), Isac da Costa (PR) e Maurício da Costa, o Lito (MDB).

Após a resposta dos Correios, os vereadores já solicitaram informalmente junto ao Executivo a autorização para que as caixas postais possam ser instaladas do posto de saúde do bairro São Cristóvão e na creche do São Nicolau. A orientação dos Correios é que o espaço físico permita uma instalação segura e funcional do equipamento, sem beneficiar isoladamente a membros das localidades, preferencialmente em espaços públicos como, por exemplo, sede de associação de moradores, escolas, igrejas etc.

Entrega domiciliar

Os bairros São Nicolau 1 e 2 e São Cristóvão não possuem entrega domiciliar. Para que ela de fato seja implementada, será necessária uma nova contagem de carga (prevista para o primeiro semestre de 2020), para que seja feito o dimensionamento dos recursos mínimos para implantação da distribuição diretamente nas casas dos moradores.

O ofício enviado pelo Legislativo Penhense também questionou a falta de distribuição em algumas ruas dos bairros Santa Lídia e Nossa Senhora de Fátima. De acordo com a empresa, ocorre que estas ruas não constam no Sistema de Distritamento do Centro de Distribuição dos Correios. Para tanto, é preciso que as mesmas sejam regularizadas.

Foto: Divulgação